AVALIAÇÃO DE PROFESSORES: QUE LIÇÕES DO CASO PORTUGUÊS?

Prof. Dr. Eusébio José Machado, Profa. Dra. Marta Abelha

Resumo


No atual contexto de “omniavaliação”, a avaliação de professores assume um papel central nas políticas educativas e na construção da profissionalidade docente, surgindo dilacerada entre pressões de performatividade e desejos emancipatórios. Neste aspeto, as mudanças ocorridas em Portugal, sobretudo no período entre 2007-2013, facultam contributos muito pregnantes para a discussão das lógicas, processos e dispositivos de avaliação de professores, quer no que respeita às implicações endógenas, quer no que respeita aos efeitos exógenos. No âmbito deste artigo, a partir do acervo de investigação realizada em Portugal, discutimos os resultados obtidos e retiramos as principais lições sobre a análise de dois aspetos que têm merecido particular destaque na literatura: i) a avaliação centrada na escola e ii) a avaliação pelos pares.


Texto completo: PDF

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


INDEXADORES

Base de dados e diretórios nacionais:

Diadorim - Diretório de Políticas Editoriais da Revistas Científicas Brasileiras

Edubase – Base Nacional de Periódicos em Educação (BD)

LivRe- Portal do Conhecimento Nuclear (DR)

Sumários.Org – Sumários de Revistas Brasileiras (BD)

OASIS.br - portal brasileiro de repositórios e periódicos de acesso aberto.

Bases de Dados e Diretórios Internacionais:

ERIHPLUS- Indíce Europeu de Referência para as Humanidades e Ciências Sociais (ERIH PLUS)

Latindex – Sistema Regional de Información em Línea para Revistas Cientificas de América

REDIB - Red Iberoamericana de Innovación y Conocimiento Científico

Google Scholar: Diretório Acadêmico do Google